March 8, 2015 / 1:32 PM / 3 years ago

China detém 5 ativistas que planejavam protestos no Dia Internacional da Mulher

PEQUIM (Reuters) - A China deteve na prisão pelo menos cinco ativistas de direitos das mulheres após elas terem planejado uma manifestação à frente do Dia Internacional da Mulher, comemorado neste domingo, disseram advogados.

Os advogados de duas das ativistas disseram à Reuters que as cinco mulheres, que são de três cidades, foram detidas pela polícia em 6 de março. Elas estavam organizando manifestações em várias cidades ao longo do fim de semana contra o assédio sexual em ônibus públicos.

Uma das mulheres detidas, Li Tingting, conhecida por seu pseudônimo Li Maizi, é mais conhecida pela organização de uma campanha para banheiros de gênero neutro. Outra ativista, Zheng Churan, foi detida na cidade de Guangzhou.

Três outras ativistas foram detidas na cidade de Hangzhou e em Pequim.

Autoridades de segurança pública em Pequim não responderam os pedidos por comentários. Um oficial da polícia em Guangzhou disse que as autoridades estavam preparando uma notificação legal sobre o caso de Zheng para sua família, e não pôde divulgar informação sobre sua situação publicamente.

Os advogados disseram que as acusações contra as mulheres podem ser apresentadas na segunda-feira. A polícia não disse por que elas tinham sido detidas.

Por Megha Rajagopalan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below