March 13, 2015 / 11:09 AM / 3 years ago

Battisti é libertado em SP horas após ser detido para possível deportação

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-guerrilheiro de esquerda italiano Cesare Battisti, condenado por assassinato em seu país, foi solto graças a um habeas corpus horas após ser preso em São Paulo pela Polícia Federal, na quinta-feira, para uma possível deportação.

Battisti, que recebeu pena de prisão perpétua na Itália após ter sido considerado culpado por quatro assassinatos realizados nos anos 1970, teve asilo concedido pelo Brasil depois que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recusou um pedido de extradição, decisão que estremeceu as relações entre os dois países.

Na semana passada, uma juíza de Brasília anulou o visto de Battisti e ordenou que o italiano fosse deportado, alegando que ele não poderia ter recebido um visto de residência no Brasil após ter sido condenado criminalmente na Itália.

Ele foi preso na quinta-feira à tarde em sua casa em Embu das Artes (SP), por policiais que cumpriram uma ordem de deportação, segundo a PF, mas foi solto sete horas depois devido a uma habeas corpus apresentado por sua defesa suspendendo a ordem de deportação.

Battisti, de 60 anos, fugiu de uma prisão italiana em 1981 e morou na França antes de escapar para o Brasil para evitar a extradição para a Itália.

Ele foi preso no Brasil em 2007, em atendimento a um pedido de extradição que acabou sendo concedido pelo Supremo Tribunal Federal, mas foi negado por Lula em seu último dia como presidente, em 2010.

Reportagem de Anthony Boadle

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below