April 3, 2015 / 3:38 PM / 3 years ago

Sauditas enviam armas para defensores de cidade do Iêmen e Houthis recuam

Por Mohammad Mukhasaf

ÁDEN (Reuters) - Forças Houthis se retiraram de um bairro do centro de Áden nesta sexta-feira, e aviões de guerra da coalizão liderada pela Arábia Saudita lançaram armas e medicamentos para os combatentes que defendem a cidade do sul iemenita, último bastião simbólico do líder ausente do país.

Os xiitas Houthis e seus aliados recuaram da vizinhança de Crater, assim como de uma das residências presidenciais de Áden, que haviam ocupado um dia antes, relataram moradores e uma autoridade local.

A debandada ocorreu após conflitos de quinta para sexta-feira e um ataque aéreo ao palácio presidencial de Ma‘ashiq, de onde se vê Crater. Pelo menos um tanque dos Houthis foi destruído e outro foi tomado pelos combatentes leais ao presidente iemenita, Abd-Rabbu Mansour Hadi, afirmaram.

A intervenção militar saudita é a frente de batalha mais recente no confronto crescente do reinado sunita com o xiita Irã pelo poder regional, uma batalha que também se desenrola na Síria, no Iraque e no Líbano.

Aliados do Irã, os Houthis, que lutam ao lado de apoiadores do ex-presidente Ali Abdullah Saleh, emergiram como a força mais poderosa do Iêmen depois de capturarem a capital Sanaa em setembro.

No mês passado eles avançaram sobre Áden, onde Hadi havia se refugiado, desencadeando a reação de Riade. Nove dias de bombardeios liderados pelos sauditas arrasaram a maior parte de seus equipamentos e eliminaram qualquer chance de receberem socorro externo, mas não bastaram para deter a marcha do grupo rumo à cidade portuária.

Os moradores de Áden disseram que as ruas de Crater, abandonada na quinta-feira na esteira da ofensiva dos Houthis, voltaram a ficar movimentadas na sexta-feira, depois que os agressores se retiraram para o distrito adjacente de Khor Maksar.

No início desta sexta-feira, aviões de guerra da coalizão lançaram caixas com armas e suprimentos médicos de paraquedas sobre Tawahi, bairro no extremo da península de Áden ainda nas mãos dos apoiadores de Hadi, afirmaram os combatentes à Reuters.

As caixas incluíam armas leves, equipamento de telecomunicação e granadas impulsionadas por foguete, informaram. O jornal pró-Hadi Aden al-Ghad publicou fotos de pelo menos um engradado de madeira preso a um paraquedas, que afirmou ter caído em Áden. Moradores da área foram vistos colocando os caixotes em caminhonetes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below