May 19, 2015 / 11:46 PM / 3 years ago

PSDB diz na TV que Dilma passa conta da crise a trabalhador e Aécio afirma respeitar voto

SÃO PAULO (Reuters) - O PSDB usou seu programa em cadeia nacional de TV nesta terça-feira para afirmar que o governo da presidente Dilma Rousseff passa a conta dos erros que cometeu para o trabalhador e para que o presidente do partido, senador Aécio Neves (MG), afirmar que respeita o voto, após perder a eleição ano passado.

Aécio, que foi derrotado por Dilma na eleição presidencial do ano passado, a mais acirrada desde a redemocratização, aparece no fim do programa e afirma que “se no ano passado o Brasil escolheu um governo, e ele fez isso, ele também escolheu uma oposição”.

“Nós vamos, sim, respeitar o voto e o sentimento de cada brasileiro. Porque, para nós, a palavra empenhada em uma campanha eleitoral é para ser honrada”, afirma.

A declaração do ex-candidato presidencial tucano acontece em um momento em que setores da oposição, e do próprio PSDB, defendem a abertura de um processo de impeachment contra Dilma por conta, entre outras coisas, de manobras fiscais feitas pelo governo e consideradas pela oposição uma violação da Lei de Responsabilidade Fiscal.

No programa de 10 minutos, divulgado pelo partido antes de sua transmissão em cadeia nacional, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também afirma que os “enganos e desvios” do governo Dilma começaram durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“A raiz da crise atual foi plantada bem antes da eleição da atual presidente. Os enganos e desvios começaram já no governo Lula”, afirma o tucano.

“O que a realidade está mostrando é que nunca antes na história desse país se errou tanto, nem se roubou tanto em nome de uma causa”, disparou.

O programa tucano acusa Dilma de mentir por várias vezes e mostra imagens de pronunciamentos e de discursos da presidente em que ela anuncia, por exemplo, o desconto na conta de luz e afirma que a inflação está sob controle e que aqueles que investiram na Petrobras ganharão muito dinheiro.

“Mentir é errado”, diz um apresentador do programa do PSDB.

A Petrobras está no centro de um esquema bilionário de corrupção investigado pela operação Lava Jato, que envolve empreiteiras, funcionários da estatal, operadores que lavavam os recursos desviados, partidos e políticos.

“O Brasil precisa saber, definitivamente, quem roubou, quem mandou roubar e quem, sabendo de tudo isso, se calou e não fez nada para impedir”, disse Aécio.

O programa tucano --que além de Aécio e FHC teve as participações dos líderes do partido na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP); e no Senado, Cássio Cunha Lima (PB)-- afirma que o governo deixou os trabalhadores desprotegidos em um momento de crise numa referência a medidas de ajuste fiscal enviados pelo governo ao Congresso Nacional.

Por Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below