May 25, 2015 / 1:09 PM / 3 years ago

Soldado da Tunísia é morto a tiros após abrir fogo contra colegas e matar 7 em base militar

Por Tarek Amara

Militares de unidade antiterrorismo da Tunísia em ação em Túnis. 25/05/2015 REUTERS/Anis Mili

TÚNIS (Reuters) - Um soldado da Tunísia abriu fogo em uma base militar na capital, Túnis, nesta segunda-feira, matando sete colegas, além de ferir outros 10 até ser morto, segundo autoridades tunisianas, que disseram que o atirador estava com “problemas familiares”.

Não ficou imediatamente claro o que tinha provocado o tiroteio na base de Bouchoucha, mas o fato alarmou uma cidade ainda tensa após um ataque de militantes islâmicos em março no Museu Nacional Bardo.

Dois helicópteros militares sobrevoaram o local, enquanto a polícia revistou uma mesquita nas proximidades e carros que trafegavam na estrada principal entre o Bardo e a base. Todas as pessoas foram retiradas de uma escola local.

Forças da Tunísia vêm realizando operações contra combatentes islâmicos desde março, quando dois homens armados abriram fogo contra turistas no museu Bardo, matando 21 estrangeiros, no pior ataque na Tunísia em mais de uma década.

Desde a revolta que depôs em 2011 o presidente autocrata Zine El Abidine Ben Ali, a Tunísia tem sido poupada do caos que os países vizinhos vivenciaram após a “Primavera Árabe”. Mas alguns extremistas islâmicos recorrem à violência.

Reportagem de Tarek Amara

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below