June 6, 2015 / 1:39 PM / 4 years ago

Estado Islâmico tem usado cloro como arma, diz ministra australiana

PERTH (Reuters) - Militantes do Estado Islâmico têm usado cloro como arma e estão recrutando técnicos altamente treinados em uma séria tentativa de desenvolver armas químicas, alertou a ministra das Relações Exteriores da Austrália, Julie Bishop.

Em discurso a um fórum internacional de nações que trabalham para combater o alastramento de tais armas, Bishop disse que o crescimento de grupos militares como o Estado Islâmico, também conhecido como Daish, coloca “uma das ameaças mais graves à segurança que enfrentamos hoje”. 

“Além de alguns empreendimentos em petróleo e outros de pequena escala, a sabedoria convencional tem sido de que a intenção terrorista para adquirir agentes químicos e transformá-los em armas tem sido largamente uma ambição”, disse Bishop em uma reunião do Grupo da Austrália, em Perth. O discurso de sexta-feira foi divulgado na internet.

“O uso de cloro pelo Daish e o recrutamento de profissionais altamente treinados tecnicamente, incluindo do Ocidente, revelam esforços muito mais sérios no desenvolvimento de armas químicas”, disse.

“O Daish pode ter entre os dezenas de milhares de recrutas a competência técnica necessária para refinar ainda mais materiais precursores e construir armas químicas”, disse Bishop.

Por Morag MacKinnon

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below