June 11, 2015 / 12:17 PM / 3 years ago

China condena à prisão perpétua ex-chefe de segurança, após julgamento secreto

PEQUIM (Reuters) - A China condenou seu poderoso ex-chefe de segurança nacional Zhou Yongkang à prisão perpétua nesta quinta-feira, depois que ele foi considerado culpado em um julgamento secreto por suborno, vazamento de segredos de Estado e abuso de poder, no mais impactante caso de suborno na China em 70 anos.

Ex-chefe de segurança nacional da China Zhou Yongkang, em foto de arquivo. 16/10/2007 REUTERS/Jason Lee

Zhou, formalmente acusado em abril, foi julgado em 22 de maio na cidade de Tianjin, norte do país, admitiu sua culpa e decidiu não apelar contra o veredicto, informou a mídia estatal. O veredicto foi lido na televisão estatal.

Zhou, 72 anos, é o mais alto funcionário chinês imerso em um escândalo de corrupção desde que o partido chegou ao poder em 1949. A decisão de julgar Zhou reforça a promessa do presidente Xi Jinping de combater a corrupção nos mais altos escalões do poder.

“Eu aceito as acusações do Ministério Público, os fatos básicos são claros. Admito a minha culpa e estou arrependido”, afirmou Zhou ao tribunal, segundo a agência de notícias Xinhua.

Uma fonte com conhecimento direto da situação disse à Reuters que Zhou estava sob a proteção de soldados, em vez de membros da força policial que ele comandava.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below