23 de Novembro de 2015 / às 15:12 / 2 anos atrás

Presidente eleito Macri promete consertar economia da Argentina

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente eleito da Argentina Mauricio Macri prometeu nesta segunda-feira corrigir os erros do governo de esquerda derrotado nas eleições presidenciais, mas fez um apelo por paciência enquanto define sua estratégia para liberalizar a problemática economia.

Presidente eleito da Argentina Mauricio Macri dá entrevista coletiva em Buenos Aires. 23/11/2015 REUTERS/Enrique Marcarian

O conservador Macri, que venceu a disputa pela Presidência no segundo turno de domingo, mirou diretamente no presidente do banco central, Alejandro Vanoli, pedindo que funcionários da instituição renunciem para que seu governo possa nomear uma equipe da sua confiança.

“O grande problema da Argentina hoje é que durante quatro anos não houve crescimento, durante quatro anos não foram criados empregos, e agora temos que colocar o país em movimento”, disse Macri em entrevista coletiva.

Macri virou de cabeça para baixo o cenário político argentino com a vitória de domingo, tirando do poder o movimento peronista e encerrando mais de uma década de populismo inspirado em altos gastos do governo.

O presidente eleito disse que seu governo vai reformular as políticas da atual presidente, Cristina Kirchner.

“Controles de capital são um erro. Vamos corrigir o fato de que o governo não dá informação, não há acesso a estatísticas e o banco central não é independente”, disse Macri.

Reportagem adicional de Sarah Marsh, em Buenos Aires, e Karin Strohecker, em Londres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below