November 30, 2015 / 11:28 AM / 3 years ago

Poluição atinge índices alarmantes em Pequim e Nova Délhi

PEQUIM/NOVA DÉLHI (Reuters) - As capitais dos dois países mais populosos do mundo, China e Índia, ficaram cobertas por poluição sufocante e perigosa nesta segunda-feira, dia em que se iniciaram em Paris as conversações sobre as mudanças climáticas no planeta, das quais os líderes de ambos os países participam.

Mulher cobrindo rosto por conta da poluição em Pequim. 30/11/2015. REUTERS/Kim Kyung-Hoon

A capital da China, Pequim, estava nesta segunda-feira com um alerta de poluição na cor “laranja”, o segundo nível mais alto, o que levou ao fechamento de estradas, suspensão de obras e a um aviso para que moradores permanecessem em casa.

A poluição asfixiante foi causada pelo tempo “desfavorável”, informou o Ministério da Proteção Ambiental no domingo. As emissões de poluentes no norte da China sobem durante o inverno, quando os sistemas de aquecimento urbano são ligados e as baixas velocidades de vento impedem a dispersão do ar poluído.

Em Nova Délhi, a estação de monitoramento da embaixada dos Estados Unidos registrou um índice de qualidade do ar de 372 -–o que deixa os níveis de poluição do ar em território “perigoso”. Uma névoa espessa de poluição atmosférica cobriu a cidade e a visibilidade estava reduzida a cerca de 200 metros.

A qualidade do ar em Nova Délhi, cidade de 16 milhões de habitantes, é normalmente ruim no inverno, já que a população mais pobre usa o carvão para o aquecimento. No entanto, o governo não emitiu nenhum alarme sobre a qualidade atual do ar e não há avisos para a população. Trinta mil corredores participaram de uma meia maratona no fim de semana, quando os níveis de poluição eram igualmente altos.

Em Pequim, cidade de 22,5 milhões de habitantes, o índice de qualidade do ar em algumas partes subiu para 500, o nível mais alto possível. Em níveis mais altos do que 300 os moradores são incentivados a permanecer em casa, de acordo com as diretrizes do governo.

O ar perigoso evidencia o desafio do governo, que combate a poluição causada pelo setor de energia a carvão, e levantará dúvidas em Paris sobre a sua capacidade de limpar a economia.

O presidente chinês, Xi Jinping, e primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, estão ambos em Paris e devem encontrar-se com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nesta segunda-feira.

Reportagem de David Stanway e Kathy Chen, em Pequim; Douglas Busvine, em Nova Delhi; Reportagem adicional de Adam Rose

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below