30 de Novembro de 2015 / às 14:49 / em 2 anos

Cunha diz que vazamento sobre suposta propina de Esteves deve adiar decisão sobre impeachment

Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), durante sessão em Brasília. 24/11/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que o vazamento de uma anotação que revelaria o pagamento de propina a ele pelo banqueiro André Esteves pode ter relação com o anúncio feito por ele de que decidiria sobre pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira e que, portanto, deve adiar a divulgação de sua decisão sobre o impedimento.

Cunha classificou o episódio da anotação que revelaria o pagamento de propina como “absurdo” e negou ter proposto emenda a uma medida provisória para beneficiar o banqueiro. Ele disse ainda, em entrevista a jornalistas, que não quer que sua decisão sobre os pedidos de impeachment se confunda com esse vazamento.

Reportagem de Lisandra Paraguassu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below