2 de Dezembro de 2015 / às 15:21 / em 2 anos

Erdogan diz que ninguém pode "difamar" Turquia com acusação sobre petróleo do Estado Islâmico

DOHA (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que ninguém tem o direito de “difamar” a Turquia ao acusar o país de comprar petróleo do Estado Islâmico, e afirmou que renunciaria se essas alegações fossem comprovadas como verdadeiras.

Presidente turco, Tayyip Erdogan. 30/11/2015 REUTERS/Christian Hartmann

Erdogan, falando em uma universidade de Doha, capital do Catar, disse também não desejar que as relações com Moscou fiquem ainda piores.

O Ministério da Defesa da Rússia disse ter comprovado que Erdogan e sua família estavam se beneficiando de contrabando de petróleo a partir de territórios controlados pelo Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Reportagem de Tom Finn, em Doha, e Humeyra Pamuk Melih Aslan em Istambul

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below