2 de Dezembro de 2015 / às 23:20 / 2 anos atrás

Líder do governo na Câmara declara "guerra aos que querem parar o país" após pedido de impeachment

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), declarou nesta quarta-feira “guerra aos que não querem que o país funcione”, pouco depois de o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitar pedido de abertura de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Em entrevista a jornalistas, Guimarães disse que a sensação que tem é de ter “tirado uma espada das costas” e garantiu que agora “é hora de a onça beber água”. O líder atribuiu a aceitação do pedido de impeachment a uma articulação entre Cunha e a oposição.

Ele disse que Cunha decidiu acatar o pedido de impeachment porque o governo “preferiu o caminho republicano”, em referência à decisão da bancada do PT de votar pelo andamento de um processo que pede a cassação de Cunha no Conselho de Ética da Câmara.

Guimarães afirmou também que a base governista enfrentará o processo de impeachment com naturalidade e solidariedade a Dilma.

Reportagem de Leonardo Goy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below