8 de Dezembro de 2015 / às 11:16 / 2 anos atrás

Camada de ar parado provoca primeiro "alerta vermelho" por poluição em Pequim

Prédios em Pequim em meio a poluição. 08/12/2015 REUTERS/Stringer

PEQUIM (Reuters) - Uma camada de ar úmido e parado está causando poluição atmosférica que deve encobrir Pequim durante pelo menos três dias e provocou o primeiro “alerta vermelho” por poluição na cidade, apesar de muitos residentes terem ignorado nesta terça-feira os avisos para limitar a permanência ao ar livre.

No início da manhã, centenas de pessoas, incluindo crianças, se concentravam na Praça Tiananmen para assistir à cerimônia de hasteamento da bandeira. A rádio estatal disse que algumas pessoas estavam ignorando as restrições de uso de veículos, mas o trânsito estava visivelmente mais calmo.

O ministro do Meio Ambiente, Chen Jining, convocou uma reunião especial na segunda-feira à noite para pedir mais supervisão em Pequim e cidades vizinhas, incluindo Tianjin, e aumentou o número de equipes de inspeção ambiental para 12, de acordo com o ThePaper.cn, um site de notícias apoiado pelo Estado.

Embora a poluição atmosférica seja motivo permanente de preocupação das autoridades da saúde pública em Pequim, o sistema de resposta do governo foi reforçado na semana passada, após ter sido alvo de fortes críticas por não emitir um alerta vermelho durante um episódio de poluição atmosférica pesada, que excedeu os níveis perigosos.

“Essa medida mostra que o governo ao menos tem a coragem de enfrentar esse problema”, disse Ma Jun, diretor do Instituto de Assuntos Públicos e Ambientais, uma ONG ambientalista chinesa, referindo-se ao alerta vermelho.

“Antes, eles de certo modo relutavam em reconhecer o problema. Agora há uma disposição para enfrentar esse problema diretamente.”

Pesquisadores chineses identificaram a poluição como uma importante fonte de instabilidade em todo o país. O Greenpeace definiu o alerta vermelho como “um sinal bem-vindo de uma atitude diferente por parte do governo de Pequim”.

Em um comunicado, Bernhard Schwartlander, representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) na China, disse que o alerta vermelho “significa, em primeiro lugar, que as autoridades de Pequim estão levando muito a sério a qualidade do ar e os problemas de saúde relacionados”.

O orgão encarregado de emergências de Pequim informou que “o ar parado, as temperaturas frias em queda e o aumento na umidade” levaram ao alerta vermelho, de acordo com a agência de notícias Xinhua.

Um alerta vermelho significa que 30 por cento dos veículos serão retirados das vias, veículos pesados ​​são proibidos de circular, a maioria das escolas é aconselhada a cancelar as aulas, as empresas são orientadas a implementar horários de trabalho flexíveis e todas as “atividades ao ar livre e em larga escala” deveriam ser interrompidas. As medidas permanecerão em vigor até o meio-dia de quinta-feira.

Reportagem adicional de Ben Blanchard

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below