8 de Dezembro de 2015 / às 19:19 / em 2 anos

Carta de Temer marca distanciamento de PMDB do governo; não tem a ver com impeachment, diz Cunha

BRASÍLIA (Reuters) - A carta do vice-presidente Michel Temer em que reclama da falta de confiança do governo nele e no PMDB marca um distanciamento do partido em relação ao governo, mas não está relacionada ao processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nesta terça-feira.

Presidente da Câmara dos Deputados, eduardo Cunha, dá entrevista em Brasília. 07/12/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

Cunha, que acatou pedido de abertura de processo de impeachment contra Dilma na semana passada, afirmou ainda que a carta do vice, que acabou vazando à imprensa na véspera, é uma expressão clara e nítida de que havia sabotagem e menosprezo contra Temer.

Por Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below