10 de Dezembro de 2015 / às 09:20 / 2 anos atrás

Cameron diz que reformas na UE se tornam mais importantes por crise de segurança

VARSÓVIA (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse nesta quinta-feira que seus planos para reformar os laços da Grã-Bretanha com a União Europeia antes de um referendo sobre a permanência no bloco se tornaram mais importantes por causa de uma crise de segurança no bloco.

Primeiro-ministro britânico, David Cameron, durante evento em Varsóvia. 10/12/2015 REUTERS/Kacper Pempel

Após uma reunião com a primeira-ministra polonesa, Beata Szydli, em Varsóvia, para discutir seus planos de renegociação, Cameron disse ainda que os dois concordaram em tentar encontrar uma solução para a demanda britânica de limitar os pagamentos de benefícios sociais a imigrantes da UE.

“Mesmo sobre a questão mais difícil dos benefício nós concordamos em trabalhar juntos para encontrar uma solução”, disse Cameron a repórteres. “Acredito que com o tipo de política que tenho visto aqui na Polônia podemos encontrar um caminho”.

Reportagem de William James

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below