20 de Dezembro de 2015 / às 16:48 / 2 anos atrás

Militares iraquianos pedem a moradores que deixem cidade de Ramadi dominada pelo Estado Islâmico

BAGDÁ (Reuters) - Aviões militares do Iraque lançaram panfletos sobre Ramadi, neste domingo, em que pedem aos moradores que deixem dentro de 72 horas a cidade no oeste do país, atualmente sob controle de militantes do Estado Islâmico, disse um porta-voz do Exército iraquiano.

“É uma indicação de que uma grande operação militar para retomar o centro da cidade vai começar em breve”, disse um oficial, sob a condição de anonimato.

Três panfletos indicam rotas seguras para que os civis deixem a cidade e pedem a eles que levem consigo documentos de identificação adequados, disse o porta-voz de operações, o general-brigadeiro Yahya Rasool, à Reuters por telefone. “Todas as forças de segurança foram instruídas sobre como lidar com os civis que se aproximarem.”

Na semana passada, as forças de segurança iraquianas afirmaram ter conseguido avançar em duas frentes em Ramadi, reconquistando uma base de comando militar das mãos de militantes do Estado Islâmico, assim como o extenso bairro de Al Taamim, na periferia oeste da cidade, que havia sido capturado em maio.

A inteligência iraquiana estima que o número de combatentes do Estado Islâmico entrincheirados no centro de Ramadi, capital da província de Sunni Anbar, esteja em torno de 250 a 300.

Reportagem de Saif Hameed e Ahmed Rasheed

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below