20 de Dezembro de 2015 / às 23:20 / em 2 anos

Quase metade das lavouras de soja de MT estão danificadas pela seca, diz Imea

SÃO PAULO (Reuters) - Quase metade das lavouras de soja de Mato Grosso, principal Estado produtor da oleaginosa no país, estão em condições ruins ou péssimas devido às irregularidades de chuvas registradas desde o início da temporada, mostrou um estudo do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), ligado aos produtores rurais.

O levantamento feito em caráter emergencial apontou que 20 por cento da área plantada está em condição “péssima” e 23 por cento está “ruim”.

Outros 25 por cento estão em condições “regulares” e apenas 32 por cento ganharam avaliação “boa” ou “excelente”.

“A gente sentiu a necessidade de fazer esse levantamento porque alteramos a previsão de safra no início da semana (passada) e desde então as condições não tiveram melhora”, disse à Reuters o gestor do Imea Daniel Latorraca, neste domingo.

No última segunda-feira, o Imea reduziu sua estimativa para a safra de Mato Grosso para 28 milhões de toneladas, uma queda de 1 milhão de toneladas ante a estimativa de agosto.

Durante três dias, quase 400 agentes da cadeia da soja responderam a um questionário digital elaborado pelo Imea.

“Os dados levantados apontaram para a grande uma heterogeneidade com relação às condições das lavouras de soja da nova safra entre as regiões produtoras”, disse o instituto.

O Imea destacou que as chuvas não aumentaram em volume ao longo de novembro, como geralmente ocorre naquele mês.

“Devido aos baixos volumes de chuvas e às altas temperaturas, a produtividade das lavouras da nova safra de soja estão em xeque”, analisou a entidade em seu relatório.

As regiões em situação mais complicada são o nordeste e o médio-norte de Mato Grosso, onde 70 por cento e 53 por cento das lavouras, respectivamente, estão em situação “ruim” ou “péssima”.

As duas regiões, somadas, correspondem à metade da área plantada no Estado.

“Este dados apontam que mais da metade das lavouras semeadas nestas regiões poderão colher soja com produtividade abaixo de 50 sacas por hectare”, disse o Imea.

* Veja o relatório completo: here

Por Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below