24 de Dezembro de 2015 / às 13:15 / em 2 anos

Homens de Mianmar são condenados à morte por assassinato de turistas na Tailândia

KOH SAMUI, Tailândia (Reuters) - Uma corte tailandesa sentenciou nesta quinta-feira dois imigrantes de Mianmar à morte após condená-los pelo assassinato de dois jovens turistas britânicos em uma famosa ilha turística, em um caso marcado por polêmicas e um controverso teste de DNA.

Os corpos dos mochileiros Hannah Witheridge e David Miller foram encontrados em uma praia da ilha de Koh Tao em setembro de 2014. A polícia disse que Witheridge, 23, foi estuprada e espancada até a morte, enquanto Miller, 24, sofreu golpes na cabeça.

Após intensa pressão para resolver o caso, a polícia prendeu Zaw Lin e Win Zaw Tun e disse que ambos confessaram os crimes. Mas os dois retiraram as confissões posteriormente, dizendo que haviam sido coagidos.

A brutalidade das mortes arranhou a imagem da Tailândia como um paraíso turístico e levantou sérias dúvidas sobre o tratamento que o país dá aos imigrantes.

A decisão no tribunal foi dada após uma investigação policial acusada de incompetência, uso inadequado de testes de DNA e tortura dos suspeitos.

Por Amy Sawitta Lefevre

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below