4 de Novembro de 2016 / às 17:56 / em um ano

Autoridades dos EUA alertam para ameaça da Al Qaeda contra eleição presidencial

Ponte George Washington em Nova York. 8/1/2014. REUTERS/Eric Thayer

NOVA YORK (Reuters) - Agentes federais dos Estados Unidos alertaram autoridades de Nova York, Texas e Virgínia a respeito de uma ameaça não especificada de ataques do grupo militante Al Qaeda nas proximidades do dia da eleição presidencial, colocando policiais e outros agentes em alerta no final de semana que antecede a votação de terça-feira, informaram autoridades nesta sexta-feira.

Uma fonte do governo dos EUA em Washington disse que algumas agências federais enviaram boletins a autoridades locais e estaduais ressaltando a informação, mas que a ameaça é de nível relativamente baixo.

Um funcionário norte-americano a par da informação sobre a ameaça disse que ela “não foi corroborada”, mas que as agências federais acreditam que precisam estar vigilantes mesmo assim.

O Departamento de Polícia de Nova York e as Autoridades Portuárias de Nova York e Nova Jersey foram alertadas sobre a informação, disseram as agências locais.

A Autoridade Portuária, que opera aeroportos, túneis e pontes nos arredores da cidade de Nova York, está mantendo os altos níveis de patrulhamento que colocou em ação, disse o porta-voz Steve Coleman.

Ele não quis dar detalhes sobre o alerta, mas o departamento de polícia disse que o relato sobre a ameaça carece de minúcias e que ainda estava sendo analisado.

“Estamos cientes da informação”, afirmou o departamento em um comunicado, acrescentando que está trabalhando com agências de inteligência e com a Força Tarefa Conjunta Antiterrorismo.

Embora parte da atenção das autoridades dos EUA tenha se voltado para os ataques inspirados pelo Estado Islâmico, a rede Al Qaeda tem mostrado resistência mais de 15 anos depois de ter cometido os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York e no Pentágono.

No mês passado, os EUA realizaram ataques no Afeganistão que visaram dois dos líderes mais antigos da Al Qaeda no país, e a facção iemenita do grupo vem representando um risco aos navios mercantes que circulam em rotas marítimas nas proximidades.

O governador do Texas, Greg Abbott, disse que seu gabinete está monitorando a situação. “Os texanos devem levar suas vidas como de costume, mas permanecer vigilantes ao longo dos próximos dias e relatar qualquer atividade suspeita”, disse o republicano em um comunicado.

O governador da Virgínia, o democrata Terry McAuliffe, está monitorando constantemente a segurança do Estado, disse o porta-voz Brian Coy. “Estamos fazendo tudo que podemos para manter os cidadãos da Virgínia seguros, e temos confiança de que conseguiremos votar com segurança no dia da eleição”, afirmou Coy em uma entrevista por telefone.

A força tarefa antiterrorismo emitiu uma notificação identificando os três Estados como alvos possíveis de um complô da Al Qaeda, disse um agente da lei de Nova York, falando sob condição de anonimato. Ele afirmou que o tipo de ameaça é comum, mas que as autoridades estão lhe dando mais atenção por causa do dia da eleição.

“Outra possibilidade é que isso seja só uma tentativa de inspirar alguém aqui a preparar um ataque”, opinou o agente.

O FBI não confirmou os relatos nem comentou detalhes, e funcionários do Departamento de Segurança Interna não responderam a um pedido de comentário.

Reportagem adicional de Mark Hosenball, John Walcott e Ian Simpson em Washington e Nate Raymond em Nova York

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below