1 de Dezembro de 2016 / às 09:27 / em um ano

Milhares de torcedores colombianos prestam homenagem à Chapecoense

MEDELLÍN (Reuters) - Milhares de torcedores do time colombiano Atlético Nacional prestaram uma homenagem emocionante na noite de quarta-feira ao time da Chapecoense no exato horário em que os dois times disputariam a final da Copa Sul-Americana, não fosse o acidente com o avião que levava a delegação do time catarinense a Medellín.

A queda da aeronave em uma região montanhosa da Colômbia na noite de segunda-feira deixou 71 mortos, incluindo quase todos os jogadores da Chapecoense, o técnico Caio Júnior, dirigentes e jornalistas, na pior tragédia aérea na Colômbia em mais de duas décadas e no acidente mais grave da história do futebol brasileiro.

Somente seis pessoas sobreviveram, incluindo três jogadores. Os torcedores compareceram ao estádio Atanasio Girardot vestidos de branco e carregando velas e flores. Foram soltas 71 pombas em homenagem às vítimas.

“A rivalidade passou para o segundo plano, estamos com o povo de Chapecó para que sintam todo o apoio aqui de Medellín e de toda a Colômbia, porque hoje não conhecemos cores, somos Chapecó”, disse um jovem torcedor colombiano.

O técnico, os jogadores e dirigentes do Atlético entraram em campo com flores para também se despedirem simbolicamente da Chapecoense.

Muitos dos mais de 40.000 espectadores, incluindo torcedores de outros times colombianos, choraram durante o minuto de silêncio e os hinos tocados por uma banda militar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below