2 de Dezembro de 2016 / às 21:17 / um ano atrás

Bovespa sobe 1,36% após forte queda na véspera, de olho em dados dos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa encerrou em alta nesta sexta-feira, em movimento de recuperação após a forte queda da véspera, ganhando fôlego após a divulgação de dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos e com o petróleo em alta, embora a cautela com o cenário político local tenha impedido ganhos mais expressivos.

Ibovespa subiu 1,36 por cento, a 60.316 pontos, após ter caído mais de 2,38 por cento no pior momento da sessão. Na véspera, o índice recuou 3,88 por cento, e na semana acumulou queda de 2,27 por cento.

O volume financeiro somou 9,18 bilhões de reais, acima da média diária para o ano até a véspera, de 7,4 bilhões de reais, mas um pouco abaixo do giro médio diário registrado em novembro, de 9,27 bilhões de reais, o maior em dois anos.

A bolsa abriu com os negócios ainda pressionados pelo mau humor em meio ao cenário político conturbado e os receios de que as tensões possam atrapalhar o avanço no Congresso Nacional de medidas consideradas importantes para a recuperação da economia. No entanto, o mercado acionário brasileiro acabou encontrando espaço para recuperação após os números norte-americanos e com a consolidação dos preços do petróleo em alta.

Dados divulgados mais cedo mostraram a abertura de 178 mil vagas nos EUA, acima da expectativa de 175 mil em pesquisa Reuters, indicando o fortalecimento da economia norte-americana, embora a renda média por hora tenha caído 0,1 por cento, ante apostas por alta de 0,2 por cento.

A expectativa predominante é que o Federal Reserve eleve os juros norte-americanos este mês, mas a dúvida permanece quanto ao ritmo de alta. Embora os números do mercado de trabalho indiquem o fortalecimento da economia, a queda no salário foi lida por alguns analistas como uma sinalização de que a inflação não subirá em ritmo intenso, o que poderia levar o Fed a manter um ritmo gradual de aperto monetário.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN subiu 2,53 por cento e PETROBRAS ON avançou 2,42 por cento, acompanhando o movimento dos preços do petróleo. [O/R]

- BRASKEM PNA subiu 12,43 por centro, no melhor desempenho do Ibovespa. A empresa informou que espera celebrar acordo de leniência com autoridades no Brasil e Estados Unidos compreendendo todos os fatos que envolveram a petroquímica no âmbito da Lava Jato.

- VALE PNA teve alta de 5,01 por cento e VALE ON avançou 4,13 por cento, recuperando-se das perdas do início do pregão, em sessão com os preços do minério de ferro na China mostrando apenas leve alta. Segundo analistas, a empresa segue em bom momento com os fortes ganhos das commodities metálicas.

- ITAÚ UNIBANCO PN subiu 0,41 por cento, após ter caído mais de 2 por cento na mínima da sessão, enquanto BRADESCO PN avançou 1,53 por cento. O setor bancário mostrou alguma recuperação após as fortes quedas da véspera, quando Itaú perdeu 4,53 por cento e Bradesco PN teve baixa de 5,58 por cento.

- PÃO DE AÇÚCAR caiu 2,67 por cento, com operadores destacando que as estimativas de recuperação mais lenta da economia têm pressionado ações de empresas de varejo e consumo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below