19 de Janeiro de 2017 / às 21:10 / em um ano

Washington vira fortaleza na preparação para protestos contra Trump

WASHINGTON (Reuters) - Washington se transformou numa fortaleza nesta quinta-feira, antes da posse do presidente dos Estados Unidos, Donad Trump, com a polícia pronta para intervir e separar manifestantes contra e a favor de Trump no caso de algum sinal de distúrbio durante as festividades.

Agente de segurança no Capitólio antes da posse de Trump em Washington. 19/1/2017. REUTERS/Brian Snyder

Cerca de 900 mil pessoas, apoiadores e oponentes do presidente eleito, são esperadas em Washington para a cerimônia de posse desta sexta-feira, de acordo com estimativas dos organizadores. Os eventos incluem a solenidade de juramento no Congresso e um desfile para a Casa Branca por ruas cheias de pessoas.

Nesta quinta, carros policiais se alinharam por boa parte da rota da parada, ao mesmo tempo que trabalhadores descarregavam de caminhões cercas para controlar multidões, levantavam barricadas e delimitavam a calçada com fita.

O número de protestos e manifestações planejados neste ano é muito acima da quantidade tradicional em posses presidenciais.

O secretário de Segurança Interna dos EUA, Jeh Johnson, disse que a polícia tinha como objetivo manter os grupos separados, usando táticas similares às empregadas nas convenções políticas do ano passado.

”A preocupação é que alguns desses grupos são a favor de Trump, alguns são contra Trump, e eles podem não dar certo juntos no mesmo espaço”, afirmou Johnson à MSNBC.

Cerca de 30 grupos, totalizando 270 mil pessoas, receberam autorização para organizar manifestações tanto a favor quanto contra o empresário de Nova York em Washington. Esse número inclui cerca de 200 mil pessoas que, segundo a polícia, devem comparecer à passeata das mulheres no sábado, um ato anti-Trump.

Os opositores de Trump estão irritados por causa dos seus comentários sobre mulheres, imigrantes ilegais e muçulmanos durante a campanha, além da sua promessa de terminar com o Obamacare e construir um muro na fronteira com o México.

Os simpatizantes do republicano admiram a sua experiência no mundo dos negócios e o veem como uma pessoa de fora que vai ter uma abordagem política nova.

O grupo Bikers for Trump (motoqueiros por Trump), coletivo que se disse um apoio de segurança durante a convenção republicana em Cleveland, está pronto para intervir se manifestantes bloquearem o acesso à posse, disse Dennis Egbert, um dos integrantes.

”Nós vamos apoiar as forças de segurança. Estamos juntos com eles”, afirmou Egbert, de 63 anos, no local do grupo na rota da parada.

Cerca de 28 mil agentes de segurança, quilômetros de cerca, bloqueios de rua, barricadas e caminhões carregados de areia formam parte do cordão de segurança em volta de uma área de oito quilômetros quadrados do centro de Washington.

Manifestantes anti-Trump farão um protesto durante um evento em Nova York nesta quinta à noite. O prefeito Bill de Blasio, o cineasta Michael Moore e o ator Alec Baldwin, que interpreta Trump no programa “Saturday Night Live”, estarão no evento, que ocorre do lado de fora da Trump Tower.

Reportagem adicional de Susan Heavey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below