21 de Janeiro de 2017 / às 14:36 / em um ano

Traficante mexicano "El Chapo" se declara inocente em tribunal dos EUA

NOVA YORK (Reuters) - O rei do tráfico Joaquin “El Chapo” Guzman se apresentou em um tribunal norte-americano na sexta-feira, após sua surpreendente extradição do México, e se declarou inocente das acusações de que administrava a maior organização de tráfico de drogas no mundo durante uma carreira criminosa que durou décadas.

Guzman, de 59 anos, que já foi um dos traficantes mais procurados do mundo, estava acompanhado por dois advogados nomeados pela justiça durante sua aparição em um tribunal no Brooklyn.

Mais conhecido pelo apelido El Chapo, Guzman foi extraditado na véspera da posse de Donald Trump, levantando especulações sobre o momento da decisão.

Algumas autoridades dizem que era um sinal de paz para o novo presidente dos Estados Unidos, que disse que “acabaria” com Guzman após assumir.

Mas algumas autoridades mexicanas sinalizaram que a extradição ter acontecido horas antes do final do mandato de Barack Obama foi um sinal de simpatia para com o ex-presidente.

Por Nate Raymond e Jonathan Allen

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below