28 de Janeiro de 2017 / às 15:59 / em um ano

Serena supera irmã Venus e ganha 23º título de Grand Slam na carreira

MELBOURNE (Reuters) - Serena Williams reinou absoluta na maior rivalidade fraternal do tênis e venceu a irmã Venus em um duelo emocionante para garantir seu sétimo título de Aberto da Austrália neste sábado, e o 23º título de Grand Slam na carreira, um recorde.

Após um início tenso de partida, a norte-americana Serena precisou de todo seu poder de fogo e força mental para superar Venus, que lutou até o fim antes de ser derrotada por 6-4 6-4 na Rod Laver Arena, em Melbourne. 

Quatorze anos depois de derrotar Venus e conquistar seu primeiro título em Melbourne Park, Serena viu seu sétimo troféu em solo australiano ser selado em um bom voleio na rede que forçou a irmã a cometer um erro.

Incrédula e transbordando alegria, Serena se deitou na quadra e jogou as mãos para o ar. Com o título, ela ainda retomou o número um do ranking das mãos de Angelique Kerber.

Na entrevista, homenageou Venus, sua parceira de dupla de longa data e inspiração. 

“Ela é uma pessoa incrível, não haveria como eu chegar ao 23º título se não fosse por ela”, disse Serena.

“Meu primeiro Grand Slam foi aqui, e chegando ao 23º título aqui e jogando contra Venus, é o tipo de coisa que forma as lendas. Eu não poderia ter escrito um enredo melhor.”

A vitória fez Serena passar Steffi Graf na lista das maiores campeãs de Grand Slams de todos os tempos. Somente Margaret Court, que assistiu ao jogo das tribunas, está à frente dela, com 24 troféus.

Serena chegou em Melbourne sem estar no rol das favoritas, já que havia sofrido lesão no Aberto dos EUA em 2016.

Mas ela surpreendeu no torneio sem perder um set sequer, e com 35 anos de idade sua busca implacável por troféus de Grand Slam vai continuar, com sua irmã a reboque. 

“Nós duas temos, como eu digo, trinta e poucos anos de diversão”, disse Serena sobre sua longevidade.

“Agora eu me sinto satisfeita com o que conquistei, embora eu sempre queira ganhar mais.”

Venus, de 36 anos, já havia provado ser uma inspiração ao atingir sua primeira final desde a derrota para Serena em Wimbledon, em 2009. Agora, ela se tornou a mulher mais velha a chegar a uma final desde que o tênis se profissionalizou em 1968. 

JOGO DURO

Venus perdeu sete das nove finais de Grand Slam que disputou com a irmã mais nova, mas conquistou a arena Rod Laver ao lutar muito para se manter até o fim na partida.

“Parabéns Serena, pelo Grand Slam número 23. Eu estive lá com você. E em algumas finais fui eu que perdi para você”, disse a campeã de sete Grand Slams, levando o público a rir. 

“Sua vitória sempre foi minha vitória, você sabe disso.”

Com as idades das irmãs somadas, esta foi a final de Grand Slam “mais velha” da era profissional, mas as duas correram como as adolescentes que eram em 1998, quando jogaram entre si pela primeira vez em um torneio do circuito, no mesmo Aberto da Austrália.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below