20 de Fevereiro de 2017 / às 19:28 / em 8 meses

UE saúda garantia de apoio de Trump transmitida por vice-presidente dos EUA

BRUXELAS (Reuters) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, tranquilizou a União Europeia em Bruxelas nesta segunda-feira dizendo que o governo do presidente Donald Trump irá desenvolver a cooperação mútua no comércio e na segurança com o bloco e que apoia a UE como uma parceira com mérito próprio.

Vice-presidente dos EUA, Mike Pence, e o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, durante entrevista coletiva na sede da aliança em Bruxelas U.S. 20/02/ 2017. REUTERS/Virginia Mayo

Um mês depois de Trump causar alarme ao reafirmar seu apoio à decisão britânica de sair do bloco, conhecida como Brexit, e insinuando que outros países podem seguir o exemplo, Pence disse a repórteres que foi “ao lar da União Europeia” com uma mensagem do presidente.

Falando em um “forte compromisso... de continuar a cooperação e a parceria com a União Europeia”, Pence acrescentou: “sejam quais forem nossas diferenças, nossos dois continentes compartilham a mesma herança, os mesmos valores e, acima de tudo, o mesmo propósito de promover a paz e a prosperidade através da liberdade, da democracia e do Estado de Direito”.

Mais tarde, em uma reunião na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) do outro lado da cidade, ele deixou claro que o apoio dos EUA à aliança tem um preço – Trump, disse, “espera um progresso real” dos governos europeus até o final do ano no tocante ao aumento dos gastos militares para valores mais próximos da meta da Otan de 2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

Donald Tusk, que preside o Conselho Europeu de líderes da UE, disse a repórteres que Pence lhe deu respostas afirmativas a três questões relacionadas ao apoio de Trump: o atual sistema do direito internacional, a Otan e “a ideia de uma Europa unida”.

“Os relatos sobre a morte do Ocidente foram muito exagerados”, disse Tusk, parafraseando o escritor norte-americano Mark Twain.

Autoridades da UE disseram ter ficado otimistas com o que classificaram como garantias claras de Pence, incluindo o apoio de Washington para manter a UE unida após o Brexit, embora dizendo que irão observar atentamente para ver o quanto as ações de Trump correspondem às palavras de seu vice.

“Conseguimos tudo que esperávamos”, disse uma autoridade.

Pence comentou a formação de instituições europeias após a Segunda Guerra Mundial e afirmou: “Com esta união, e em cooperação com os Estados Unidos, a história irá atestar que, quando Estados Unidos e Europa estão em paz e prósperos, realmente levamos a paz e a prosperidade a todo o mundo”.

Ecoando comentários que fez durante o final de semana passado na Alemanha, Pence abordou as preocupações da Europa com a insinuação de Trump de que a Otan está “obsoleta”. Washington, disse, está comprometida em defender a soberania e o território dos Estados europeus e em responsabilizar a Rússia por suas ações na Ucrânia.

Os europeus temem que Trump possa preferir laços bilaterais com potências do continente ao invés de trabalhar com a UE. Pence falou em cooperação, inclusive contra a violência islâmica: “A segurança e a proteção de sua união e seu povo dependem dessa colaboração intensificada na luta global contra o terrorismo”.

Reportagem adicional de Philip Blenkinsop, Gabriela Baczynska e Waverly Colville

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below