25 de Fevereiro de 2017 / às 15:01 / em 8 meses

Irã planeja comprar minério de urânio e quer ajuda russa para fazer combustível nuclear

DUBAI (Reuters) - O Irã planeja comprar 950 toneladas de minério de urânio do Casaquistão nos próximo três anos e espera a ajuda da Rússia para produzir combustível nuclear, afirmou neste sábado o principal oficial da sua agência nuclear.

A compra não viola o acordo de 2015 sobre o programa nuclear iraniano, já que o compromisso não limita as aquisições de minério de urânio.

O relatório da Agência de Notícias dos Estudantes Iranianos (Isna, na sigla em inglês), veio a público um dia depois agência de vigilância sobre temas atômicos das Nações Unidas ter informado que o estoque oficial de urânio enriquecido do Irã caiu pela metade depois que grandes quantidades de material presos em dutos foram considerados irrecuperáveis.

“Cerca de 650 toneladas devem ser entregues em dois carregamentos nos próximos dois anos e 300 toneladas no terceiro ano. O material deve ser devolvido ao Casaquistão depois e enriquecido”, disse à Isna Ali Akbar Salehi, chefe da Agência de Energia Atômica do Irã.

De acordo com Salehi, o Irã pediu a aprovação para a compra do comitê que supervisiona o acordo nuclear de 2015 e ainda espera a resposta do Reino Unido.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below