4 de Março de 2017 / às 15:21 / em 8 meses

Malásia expulsa embaixador norte-coreano após assassinato de Kim Jong Nam

KUALA LUMPUR (Reuters) - A Malásia expulsou neste sábado o embaixador norte-coreano, declarando-o “persona non grata” e pedindo que deixe o país em 48 horas.

O movimento ocorre quase três semanas depois que Kim Jong Nam, o meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong Un, foi assassinado no aeroporto de Kuala Lumpur com um agente nervoso tóxico.

Autoridades norte-americanas e sul-coreanas disseram que ele foi morto por agentes do regime norte-coreano.

Kang Chol, embaixador da Coreia do Norte na Malásia, disse no mês passado que seu país “não pode confiar” no manuseio da investigação pela Malásia e também acusou o país de “conluio com forças externas” numa referência velada à rival da Coreia do Sul.

O ministro das Relações Exteriores da Malásia, Anifah Haji Aman, disse em um comunicado divulgado no sábado que a Malásia exigiu desculpas ao embaixador por seus comentários, mas nada foi feito.

“A Malásia vai reagir fortemente contra qualquer insulto feito contra ela ou qualquer tentativa de manchar sua reputação”, disse Anifah.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below