24 de Abril de 2017 / às 10:40 / em 6 meses

Macron entra no 2º turno contra Le Pen como favorito à Presidência da França

Os candidatos ao segundo turno da eleição presidencial da França Marine Le Pen e Emmanuel Macron. REUTERS/Charles Platiau

PARIS/HENIN-BEAUMONT, França (Reuters) - O candidato de centro Emmanuel Macron deu um grande passo rumo à Presidência da França no domingo ao ganhar o primeiro turno das eleições avançando para o segundo turno da votação, em 7 de maio, contra a líder de extrema-direita Marine Le Pen.

Embora Macron, de 39 anos, seja relativamente inexperiente na política e nunca tenha exercido um cargo eleito, pesquisas de opinião realizadas após o resultado de domingo mostram o candidato vencendo facilmente o combate final contra Le Pen, de 48 anos.

Levantamento Opinionway nesta segunda-feira colocou o concorrente de centro com vantagem de 61 por cento contra 39 por cento da adversária.

O resultado de domingo representa uma grande derrota para os partidos de centro-esquerda e centro-direita que dominaram a política francesa pelos últimos 60 anos, e também reduz a possibilidade de um choque anti-establishment no nível da decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia, em junho do ano passado, ou da eleição de Donald Trump nos Estados Unidos.

Macron venceu com 23,75 por cento dos votos, contra 21,53 por cento de Le Pen. O conservador François Fillon ficou em terceiro, com 19,91 por cento, enquanto o concorrente de extrema-esquerda Jean-Luc Mélenchon foi o quarto, com 19,64 por cento, segundo dados do Ministérios do Interior.

Em um discurso de vitória, Macron disse aos apoiadores de seu movimento En Marche!: “Em um ano nós conseguimos mudar a cara da política francesa”. Ele acrescentou que trará novos rostos e talento para transformar o obsoleto sistema político da França, se eleito.

Admitindo derrota antes mesmo da divulgação dos resultados, os adversários conservadores e socialistas pediram a seus eleitores que usem sua energia para apoiar Macron e impedir qualquer chance de uma vitória de Le Pen no segundo turno, cujas políticas anti-imigração e anti-Europa significariam um desastre para a França, afirmaram.

Um levantamento Harris feito no domingo mostrou Macron ganhando no segundo turno por 64 por cento contra 36, e uma pesquisa Ipsos/Sopra Steria apontou um resultado semelhante.

Na medida em que investidores deram um suspiro de alívio coletivo frente ao que o mercado viu como o melhor dos resultados possíveis, o euro subiu 2 por cento ante o dólar quando os mercados abriram na Ásia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below