1 de Maio de 2017 / às 16:27 / em 6 meses

Mercedes e Ferrari prometem batalha intensa no GP da Europa

SOCHI, Rússia (Reuters) - A Fórmula 1 está indo para casa depois de quatro corridas longas com o campeonato bem equilibrado entre a atual campeã Mercedes e a Ferrari e a perspectiva de uma batalha intensa pela frente.

As duas escuderias mais bem colocadas voltam às suas fábricas com duas vitórias cada na iminência da etapa europeia da temporada, que começa na Espanha na semana que vem, e as equipes estão prometendo melhorias e um ritmo de desenvolvimento mais rápido.

A Mercedes tem uma dianteira de um ponto no campeonato de construtores, mas Sebastian Vettel, da Ferrari, acumula duas vitórias e dois segundos lugares e está 13 pontos à frente de Lewis Hamilton, da Mercedes.

“(A corrida) vai ser extremamente disputada”, disse o chefe da Mercedes, Toto Wolff. “Mais do que muitas.”

“Eles (Ferrari) prepararam um bom carro durante o inverno (europeu) e ele parece muito adequado a Sebastian. E nós só precisamos nos empenhar para ter um desempenho tão bom quanto possível”, acrescentou o austríaco.

Até agora o sucesso vem se alternando entre as duas equipes, já que Vettel venceu a prova inaugural na Austrália, Hamilton a da China, Vettel novamente no Barein e Valtteri Bottas conseguiu o primeiro triunfo de sua carreira na Rússia com o time ao qual se juntou em janeiro.

Em 2016, a Mercedes dominou e só não venceu duas corridas, fazendo 20 pole positions em 21 largadas, mas a reemergente Ferrari, que não venceu nada, já reconfigurou o panorama de 2017.

A pole de Vettel em Sochi foi a primeira da Ferrari desde 2015, e a primeira fileira foi ocupada pelos carros vermelhos da escuderia italiana pela primeira vez desde 2008.

Agora não pode haver dúvida de que o time mais antigo e bem-sucedido da modalidade está de volta com força.

A divisão de vitórias entre os pilotos da Mercedes favoreceu Vettel, cujo colega de equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, marcou 49 pontos, distante de seus 86, enquanto a diferença entre Hamilton e Bottas é de meros 10 pontos.

A Red Bull está em um longínquo terceiro lugar no momento. Max Verstappen e Daniel Ricciardo estão em quinto e sexto na classificação, mas também podem voltar à disputa se as atualizações iminentes em seus motores e chassis forem tão boas quanto esperam.

“Acho que será uma corrida muito disputada entre a Mercedes e nós... e também acredito que a Red Bull irá pegar algum ritmo”, opinou Vettel, que conquistou seus quatro títulos mundiais nesta última equipe antes de ir para a Ferrari.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below