4 de Maio de 2017 / às 14:46 / em 6 meses

Comissão especial vota destaques da Previdência na próxima 3ª, diz presidente

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da comissão especial da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Carlos Marun (PMDB-MS), afirmou que o colegiado retomará a votação dos destaques ao projeto na próxima terça-feira, às 9h30.

Deputado Carlos Marun (PMDB-MS), presidente da comissão especial sobre a reforma da Previdência, durante coletiva de imprensa no Palácio do Alvorada, em Brasília 17/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Marun afirmou a jornalistas nesta quinta-feira que a ideia é concluir os trabalhos na comissão em uma única sessão, e que faltam ser votados cerca de 11 destaques.

Segundo o deputado, a expectativa é que apenas um destaque seja aprovado, referente à concentração do julgamento de matérias previdenciárias na Justiça Federal. Os demais devem ser rejeitados, acrescentou.

Na noite passada, a comissão aprovou o texto-base da reforma da Previdência, considerada pelo governo como essencial para colocar as contas públicas em ordem.

A sessão, contudo, foi interrompida pela invasão de agentes penitenciários, causando tumulto e a entrada da tropa de choque da Polícia Legislativa.

A confusão ocorreu após os parlamentares concordarem em retirar de votação um destaque que incluía de novo os agentes penitenciários na categoria com idade menor para aposentadoria.

Após avaliar a investida dos agentes como uma “ilegalidade” e uma conduta “completamente inaceitável”, Marun afirmou ver caminho para que seja concedido acesso especial à aposentadoria para a categoria no plenário. “Mas na marra não vai”, ressaltou ele.

Após a votação dos destaques no colegiado na semana que vem, o projeto seguirá para o plenário da Casa. Questionado sobre uma data para a votação --na qual o governo precisará do apoio de 308 parlamentares, número que ainda não tem assegurado--, Marun afirmou que a decisão ficará a cargo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), após debate com as lideranças dos partidos.

“Vai ser colocada em votação no momento em que tivermos a confiança que essa reforma será aprovada”, disse.

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below