23 de Maio de 2017 / às 10:33 / em 7 meses

PF investiga desvio de até R$900 mi em reforma do estádio de Brasília para Copa do Mundo

(Reuters) - A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira operação para investigar uma organização criminosa suspeita de desviar até 900 milhões de reais em recursos das obras do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, para a Copa do Mundo de 2014, informou a PF em comunicado.

Entre os alvos de operação estão, segundo a PF, agentes públicos e ex-agentes públicos, construtoras e operadores das propinas ao longo de três gestões do governo do Distrito Federal.

Uma fonte da PF disse que são alvos de mandados de prisão como parte da operação os ex-governadores do DF Agnelo Queiroz e José Roberto Arruda e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli.

Orçadas inicialmente em 600 milhões de reais, as obras de reforma no estádio de Brasília para o Mundial custaram 1,575 bilhão de reais, fazendo da arena a mais cara da Copa do Mundo, de acordo com a PF.

Por Pedro Fonseca e Lisandra Paraguassu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below