24 de Maio de 2017 / às 11:49 / em 7 meses

Suprema Corte da Espanha ratifica condenação de Messi a 21 meses de prisão por fraude fiscal

MADRID (Reuters) - A Suprema Corte da Espanha ratificou uma condenção de 21 meses de prisão para o jogador argentino Lionel Messi por fraude fiscal após recurso do jogador do Barcelona, informou a mídia espanhola nesta quarta-feira citando fontes anônimas.

Jogador do Barcelona Lionel Messi, na Espanha. 19/04/2017 Reuters/Sergio Perez

A Suprema Corte não pode confirmar os relatos de imediato.

Messi e seu pai, Jorge Horácio, que receberam a mesma sentença, também foram multados em 2 milhões de euros em uma decisão de julho do ano passado.

É esperado que nem Messi nem seu pai cumpram tempo de prisão, já que, de acordo com a lei espanhola, sentenças de menos de dois anos podem ser cumpridas sob condicional.

Reportagem de Raquel Castillo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below