2 de Julho de 2017 / às 16:47 / 5 meses atrás

Pesquisa mostra bloco de Cristina Kirchner empatado em eleição para congresso argentino

BUENOS AIRES (Reuters) - Candidatos alinhados com o governo de centro-direita da Argentina e aqueles aliados à ex-presidente Cristina Kirchner estão tecnicamente empatados na província de Buenos Aires, antes da eleição para o congresso em outubro, segundo pesquisa publicada pelo jornal Clarín neste domingo.

Na província de Buenos Aires, a mais populosa da Argentina, candidatos aliados do governo estão com 28,5 por cento das intenções de voto enquanto os candidatos aliados de Cristina estão com 27,8 por cento, segundo a pesquisa, que foi realizada pela consultoria Management & Fit.

Os números colocam os blocos dentro da margem de erro da pesquisa, disse o Clarín, sem especificar a margem. A pesquisa ouviu 2.000 eleitores.

Cristina, que foi presidente da Argentina entre 2007 e 2015, formou um novo partido independente do Peronismo, o movimento político dominante no país, antes de anunciar em meados de junho tentativa de se eleger para o Senado. O partido chama-se “Unidade Cidadã”.

Apesar da eleição de outubro não ser esperada como capaz de mudar o equilíbrio de forças no congresso argentino, onde nenhum partido tem maioria, o pleito carrega um simbolismo de poder para o presidente de centro-direita, Maurício Macri, particularmente em Buenos Aires.

Os aliados de Macri precisam demonstrar força contra Cristina para convencer investidores de que poderá obter um segundo mandato e executar uma agenda ambiciosa de reformas econômicas.

Por Maximiliano Rizzi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below