July 5, 2017 / 12:17 PM / 6 months ago

Deputados do PT pedirão à PGR que investigue Temer por suposta "compra de votos" para barrar denúncia

BRASÍLIA (Reuters) - Deputados do PT vão apresentar nesta quarta-feira à Procuradoria-Geral da República um pedido para que o órgão investigue suposta tentativa do presidente Michel Temer de comprar votos a fim de barrar a autorização da Câmara para que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue se vai receber a denúncia contra o presidente por corrupção passiva.

Para os deputados Paulo Pimenta (RS), Wadih Damous (RJ) e Paulo Teixeira (SP), Temer usa o cargo de presidente da República para comprar votos de deputados. O presidente tem feito uma maratona de reuniões no Palácio do Planalto com deputados da base aliada, inclusive da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), nos últimos dias.

“Justamente na data em que a CCJ da Câmara dá início ao processo contra Temer, ele passa o dia recebendo deputados indecisos. Está evidente que ele está usando a máquina do governo para comprar votos e fazer chantagens e pressão sobre parlamentares”, disse o deputado Pimenta, em nota divulgada pela assessoria de imprensa dele.

Os deputados apontam que Temer pode ter praticado os crimes de corrupção ativa e passiva e organização criminosa, além de fatos que atentam contra a moralidade e a administração pública.

Os petistas alertam ainda para o fato de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, precisar dar uma resposta urgente sob pena de viciar o processo de análise da denúncia pela Câmara com eventual prática de compra de votos.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below