12 de Julho de 2017 / às 13:46 / em 5 meses

Trump vai a Paris debater situação da Síria e terrorismo em meio a divisões com Macron

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, viaja a Paris nesta quarta-feira para se encontrar com o colega francês, Emmanuel Macron, e os dois líderes tentarão se entender a respeito da Síria e do combate ao terrorismo e, ao mesmo tempo, evitar os temas espinhosos que os dividem.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e presidente da França, Emmanuel Macron, durante cúpula do G20 em Hamburgo 07/07/2017 REUTERS/John MACDOUGALL

Trump e Macron –ambos novatos políticos que obtiveram vitórias surpreendentes em suas eleições presidenciais– adotaram posições muito diferentes em áreas como a mudança climática e o comércio.

Autoridades dos EUA e da França disseram que a visita de Trump vai permitir aos líderes se concentrarem nas áreas em que seus interesses se sobrepõem, entre elas resolver o conflito sírio e combater o terrorismo global.

Macron convidou Trump a ir à França para comemorar as festividades do Dia da Bastilha, em 14 de julho, e os 100 anos transcorridos desde que tropas norte-americanas entraram na Primeira Guerra Mundial.

“Para a França é uma oportunidade única para exibir o poderio militar francês... e isso é muito importante para Trump”, disse Alexandra de Hoop Scheffer, diretora da filial parisiense do centro de estudos Fundo Alemão Marshall.

Trump vem criticando reiteradamente os aliados europeus da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) por não contribuírem com sua devida parte aos gastos militares.

Embora a França não tenha cumprido a meta da Otan de gastar 2 por cento de seu produto interno bruto (PIB) com os militares, Trump está satisfeito pelo fato de o país estar muito perto de fazê-lo, disse uma autoridade da Casa Branca na terça-feira.

Trump chegará a Paris no início da manhã de quinta-feira. Ele participará de uma cerimônia de boas-vindas na Praça dos Inválidos, onde irá visitar um museu de guerra francês e a tumba de Napoleão. Depois ele e Macron farão uma reunião bilateral seguida de uma coletiva de imprensa, informou a Casa Branca.

Acompanhados pelas esposas, os dois presidentes planejam jantar no restaurante da Torre Eiffel na noite de quinta-feira.

A viagem curta de Trump à França vem na sequência de sua participação na cúpula do G20 em Hamburgo, na Alemanha, na semana passada. Os EUA ficaram relativamente isolados durante o encontro, em que reafirmaram a decisão de Trump de retirar o país do acordo climático de Paris de 2015 para combater a mudança climática.

Nas duras negociações realizadas na Alemanha, Macron tentou suavizar a linguagem norte-americana a respeito da política climática.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below