16 de Julho de 2017 / às 19:37 / em 5 meses

Cai popularidade de presidente peruano após demissão de ministro

LIMA (Reuters) - A aprovação do presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, caiu neste mês após uma amarga batalha política com a oposição que culminou com a demissão de seu ministro da Economia, de acordo com uma pesquisa divulgada neste domingo.

A aprovação de Kuczynski caiu para 34 por cento em julho, frente os 39 por cento em junho, enquanto a reprovação subiu para 58 por cento em relação aos 51 por cento no mês passado, mostrou a pesquisa mensal realizada pela Ipsos do Peru e publicada no jornal local El Comercio.

No final de junho, o Congresso --dominado pela Fuerza Popular, partido de Keiko Fujimori, derrotada na última eleição-- forçou o ministro da Economia, Alberto Thorne, a pedir demissão por denúncias de que ele interferiu indevidamente em um contrato de aeroporto, causando um golpe para a administração de Kuczynski. Thorne negou qualquer irregularidade.

“A queda no apoio popular (a Kuczynski) pode ter muitas razões, e uma delas é a saída de Alfredo Thorne do Ministério da Economia”, disse o presidente do Ipsos Peru, Alfredo Torres.

Kuczynski, ex-banqueiro de Wall Street que assumiu a Presidência há quase um ano e chegou a ser aprovado por 63 por cento dos peruanos em setembro, tem caído nas pesquisas desde suspeitas de corrupção junto à construtora brasileira Odebrecht e ao contrato do aeroporto. 

A pesquisa ouviu 1.280 peruanos entre 12 de julho e 14 de julho e tem margem de erro de 2,7 pontos percentuais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below