20 de Julho de 2017 / às 14:34 / em 5 meses

Moro marca interrogatório de Lula em nova ação para 13 de setembro, mas permite videoconferência

(Reuters) - O juiz federal Sérgio Moro agendou nesta quinta-feira para 13 de setembro depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na segunda ação em que o petista é réu no âmbito da operação Lava Jato, mas abriu a possibilidade de realização do interrogatório por videoconferência.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante evento do Partido dos Trabalhadores (PT), em Brasília 05/07/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Moro, que já condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso envolvendo um apartamento tríplex no Guarujá (SP), citou em despacho “gastos necessários, mas indesejáveis, de recursos públicos com medidas de segurança” para o depoimento anterior do ex-presidente, ao oferecer à defesa de Lula a possibilidade de realização do novo interrogatório por videoconferência com a Justiça Federal de São Paulo.

Lula é acusado nesta ação de receber propinas da Odebrecht na forma de um terreno de 12,5 milhões de reais, que seria destinado à construção da sede do Instituto Lula em São Paulo, e de um apartamento cobertura vizinho ao que Lula mora em São Bernardo do Campo, avaliado em 504 mil reais.

O ex-presidente é réu em outras três ações, uma delas também é relacionada à Lava Jato, mas corre na Justiça Federal do Distrito Federal.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below