24 de Julho de 2017 / às 10:57 / em 3 meses

CEO da Telecom Italia diz que plano da Vivendi de nomear novo executivo causou atrito

Presidente-executivo da Telecom Italia, Flavio Cattaneo, durante reunião em Roma 18/11/2016 REUTERS/Remo Casilli

MILÃO (Reuters) - Um dos motivos para o presidente-executivo da Telecom Italia, Flavio Cattaneo, ter se desentendido com o maior acionista da operadora, a Vivendi, foi o plano da empresa francesa de nomear um diretor administrativo de sua parte, informou nesta segunda-feira o jornal La Repubblica.

Cattaneo deve deixar o cargo dentro de alguns dias, disseram fontes à Reuters na sexta-feira, acrescentando que Amos Genish, importante executivo da Vivendi e ex-presidente da Telefônica Brasil, ocupará a posição.

O comitê de nomeações e remuneração da Telecom Italia se reúne nesta segunda-feira para discutir “uma proposta para encerrar a relação (com Cattaneo) por consentimento mútuo.”

Citando os comentários de Cattaneo para uma pessoa próxima da administração, o La Repubblica informou ainda que o executivo receberá menos de 30 milhões de euros por deixar o cargo antes da hora.

“O pacote de indenização que receberei não é um escândalo”, disse ele, segundo o jornal.

Por Francesca Landini

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below