4 de Agosto de 2017 / às 14:53 / 3 meses atrás

Vaticano pede que Maduro suspenda Assembleia Constituinte da Venezuela

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O Vaticano pediu nesta sexta-feira que o governo da Venezuela suspenda a Assembleia Constituinte e fez um apelo direto às forças de segurança para que evitem usar força excessiva ao lidar com protestos da oposição.

Tourists take pictures in Saint Peter's Square at the Vatican August 3, 2017. REUTERS/Max Rossi

Iniciativas em curso, inclusive a eleição da Assembleia Constituinte, “criam um clima de tensão e conflito e não levam em conta o futuro”, disse o Secretariado de Estado da Santa Sé em comunicado, pedindo que as mudanças sejam evitadas ou suspensas.

O Vaticano também exortou as forças de segurança da Venezuela a evitarem o “uso de força excessiva e desproporcional”. Mais de 120 pessoas já morreram durante os quatro meses de manifestações da oposição.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, defendeu o novo organismo, criado como resultado de uma votação ocorrida no domingo e que vários países do mundo criticaram por o considerarem uma tentativa de estender indefinidamente seu governo.

O comunicado do Vaticano clamou por uma solução negociada que siga as mesmas diretrizes que o Vaticano elaborou no ano passado, quando mediou conversas entre o governo e a oposição que mais tarde fracassaram.

O texto também pediu que a Venezuela respeite os direitos humanos e a Constituição atual do país.

Por Isla Binnie

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below