7 de Agosto de 2017 / às 17:24 / em 2 meses

Presidente do Barcelona critica atitude de Neymar na saída do clube

Neymar posa para fotos em apresentação no Paris Saint-Germain 04/08/2017 REUTERS/Christian Hartmann

BARCELONA (Reuters) - O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, criticou nesta segunda-feira o que classificou de falta de lealdade de Neymar, e reclamou do fato de o jogador ter se mantido em silêncio até a confirmação de sua transferência por valor recorde para o Paris Saint-Germain.

As especulações sobre a eventual transferência de Neymar para o PSG ofuscaram a pré-temporada do Barcelona no Estados Unidos, no mês passado, uma vez que seus companheiros eram frequentemente perguntados sobre o futuro do brasileiro, enquanto ele próprio não fez qualquer comentário até a confirmação, na quinta-feira, da contratação por 222 milhões de euros.

“A forma não foi correta”, disse Bartomeu. “Nos importamos com os valores, e gostaríamos de mais sinceridade”.

Bartomeu disse que a equipe está preparada para seguir em frente sem Neymar, que marcou 105 gols em quatro temporadas pelo Barça e conquistou dois títulos da Liga espanhola, três Copas do Rei e a Liga dos Campeões de 2015.

O dirigente comparou a atitude do brasileiro com a fidelidade de ícones do Barcelona. “Tudo tem um limite, e nenhum jogador pode estar acima do Barça”, disse Bartomeu. “O compromisso de fidelidade de Leo Messi deve ser um exemplo, assim como também o de Andrés Iniesta”.

Bartomeu disse que o Barcelona suspeitava que Neymar deixaria o clube em algum momento, e por isso aumentou a multa rescisória do jogador ao renovar seu contrato no ano passado.

“Tínhamos previsto que Neymar sairia e por isso aumentamos sua cláusula... agora estamos trabalhando para buscar substitutos”, afirmou Bartomeu.

“Fosse qual fosse sua decisão, seria boa para o Barça. Se ficasse, mantínhamos um jogador excepcional. Se fosse, tínhamos garantias para contratar jogadores”, acrescentou.

Bartomeu reiterou que o Barcelona mudará em relação ao recente esquema tático focado no trio de ataque Messi, Neymar e Luis Suárez para se concentrar na construção de uma equipe mais forte em geral.

“Agora não temos mais que falar do trio, temos que falar da equipe”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below