4 de Outubro de 2017 / às 19:43 / em 15 dias

Argentina, Uruguai e Paraguai lançam candidatura conjunta para Copa do Mundo de 2030

Presidente argentino Macri recebe líderes do Uruguai, Tabaré Vázquez, e Paraguai, Horácio Cartes, em Buenos Aires 4/10/2017 REUTERS/Marcos Brindicci

BUENOS AIRES (Reuters) - Argentina, Uruguai e Paraguai lançaram formalmente nesta quarta-feira a candidatura dos três países sul-americanos para sediar a Copa do Mundo de 2030 e disseram que provavelmente a Argentina teria a maioria dos estádios do torneio.

Os presidentes das três nações, que anunciaram em agosto que se juntariam para abrigar a competição, iniciaram a campanha na Casa Rosada, sede do governo argentino.

Segundo eles, a candidatura provavelmente envolveria dois ou três estádios no Paraguai e Uruguai e seis a oito estádios na Argentina.

Eles também evocaram o fato de a Copa do Mundo voltar ao Uruguai, onde foi disputado o primeiro Mundial, em 1930.

“Sabemos que existem outros países que desejam, mas acho que o aniversário de 100 anos da primeira Copa do Mundo no Uruguai torna a região uma perspectiva muito atrativa”, afirmou o presidente do Paraguai, Horácio Cartes.

O Uruguai ganhou a primeira Copa do Mundo em Montevidéu depois de vencer a Argentina por 4 x 2 na final.

A Argentina e o Uruguai, que ganharam duas vezes cada um a Copa do Mundo, decidiram lançar uma proposta conjunta no início deste ano e depois adicionaram o Paraguai, que nunca ganhou o torneio.

“A ideia original veio do Uruguai e levou 40 segundos para dizermos sim”, disse o presidente da Argentina, Mauricio Macri.

“E quando o Paraguai foi indicado, levou mais 40 segundos para concordar. O Uruguai também foi muito positivo em relação à sua inclusão e acho que isso dá mais poder à candidatura.”

Nenhuma outra candidatura foi anunciada para a Copa de 2030, embora a China tenha declarado interesse em sediar o evento no futuro.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, reuniu-se com os três líderes em Buenos Aires no início do dia, mas não participou da entrevista coletiva.

Os três presidentes não disseram quais os países que receberiam a final e o jogo de abertura. Eles também não discutiram quanto investimento seria necessário para o torneio de 48 equipes. Uma primeira reunião de planejamento formal será realizada no início de novembro, disse Cartes.

A Rússia vai sediar a Copa do Mundo em 2018 e o Catar receberá o evento quatro anos depois. O país anfitrião para a competição de 2026 ainda não foi decidido.

Reportagem de Maximilian Heath

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below