December 14, 2017 / 2:35 PM / a year ago

CPI da JBS aprova relatório que pede investigação de Janot e indiciamento de irmãos Batista

(Reuters) - A CPI mista da JBS aprovou nesta quinta-feira o relatório final que inclui pedidos para que o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot seja investigado e para que os irmãos Joesley e Wesley Batista, controladores da holding J&F, dona da JBS, sejam indiciados.

O relator da CPI, Carlos Marun (PMDB-MS), que assumirá como ministro da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do presidente Michel Temer, tirou de seu texto final a defesa da aprovação de um projeto sobre abuso de autoridade para viabilizar a aprovação do relatório, de acordo com a Agência Câmara Notícias.

Na véspera, Marun já havia recuado do pedido de indiciamento de Janot e do ex-chefe de gabinete da Procuradoria-Geral da República Eduardo Pelella.

O documento, entretanto, manteve a recomendação de que sejam indiciados os irmãos Batista, assim como o ex-procurador da República Marcello Miller e o ex-diretor da J&F Ricardo Saud.

Para Marun, Janot atuou para tentar derrubar o presidente Michel Temer, contra quem ofereceu duas denúncias criminais baseadas nas delações premiadas de executivos da J&F, ambas tiveram seu andamento negado pelo plenário da Câmara dos Deputados.

Temer foi gravado por Joesley em uma conversa na qual o empresário diz ao presidente que teria influência sobre um procurador e um juiz.

Para Marun, nos diálogos gravados não fica comprovada a prática de qualquer crime por parte do presidente.

Por Eduardo Simões, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below