December 27, 2017 / 11:22 AM / 8 months ago

Taiwan é aconselhada pela China a se acostumar com exercícios militares e diz querer paz

PEQUIM/TAIPÉ (Reuters) - Taiwan se acostumará gradualmente com exercícios da Força Aérea chinesa ao redor da ilha, comunicou a China nesta quarta-feira, e o primeiro-ministro taiwanês reiterou o desejo do Estado autoadministrado de ter relações pacíficas com sua vizinha gigante.

A China considera a democrática Taiwan seu território e jamais renunciou ao uso da força para colocar o que vê como uma província rebelde sob seu controle.

Os chineses vêm endurecendo sua postura em relação a Taiwan desde que Tsai Ing-wen, do pró-independência Partido Democrático Progressista, venceu as eleições presidenciais do ano passado e intensificou a retórica e os exercícios militares do território.

Pequim suspeita que ela almeja a independência formal da ilha, uma linha vermelha para a China. Tsai diz querer a paz com a China, mas também que defenderá a segurança e o estilo de vida de Taiwan.

A mídia estatal chinesa vem fazendo uma cobertura ampla dos exercícios de “cerco da ilha” próximos de Taiwan neste mês, inclusive exibindo fotos de bombardeiros chineses com o que chamam de pico mais alto de Taiwan, Yushan, visível ao fundo.

Indagado sobre os exercícios contínuos e as imagens divulgadas pela Força Aérea, o Escritório de Assuntos de Taiwan, organismo que formula as políticas da China para a ilha, disse que o próprio escritório e o Ministério da Defesa descreveram os exercícios diversas vezes como rotineiros.

“Todos se acostumarão lentamente”, disse o porta-voz An Fengshan em um boletim de rotina à imprensa, sem dar detalhes.

A Força Aérea chinesa realizou 16 rodadas de exercícios perto de Taiwan no último ano ou perto disso, informou o Ministério da Defesa taiwanês em um documento de governo nesta semana. A ameaça dos militares chineses cresce dia a dia, alertou.

A orgulhosamente democrática Taiwan não mostrou nenhum interesse em ser administrada pela autocrática China, e o governo de Taiwan acusa Pequim de não entender a democracia quando critica Taipé.

O premiê de Taiwan, William Lai, disse em uma coletiva de imprensa de final de ano na capital que os Estados Unidos, o Japão e a Coreia do Sul estão prestando muita atenção às atividades da Força Aérea da China.

Lai disse que seu governo se guiará pela presidente, que está a cargo das relações no Estreito de Taiwan.

“Sob a liderança da presidente, o Yuan Executivo leva adiante assuntos de governo, estabilizando as relações através do estreito visando um desenvolvimento pacífico”, disse Lai, usando o nome formal do gabinete de Taiwan.(Por Ben Blanchard e Jeanny Kao)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below