December 27, 2017 / 7:58 PM / 5 months ago

Tillerson e Lavrov concordam em continuar esforços diplomáticos com Coreia do Norte

Por David Brunnstrom

Rex Tillerson (D) se encontra com Sergey Lavrov em Washington 10/5/2017 REUTERS/Yuri Gripas

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos e a Rússia concordaram em continuar esforços diplomáticos para resolver a crise sobre o desenvolvimento norte-coreano de mísseis nucleares capazes de atingir solo norte-americano, enfatizando que nenhum dos países aceita Pyongyang como uma potência nuclear, informou nesta quarta-feira o Departamento de Estado norte-americano.

A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, disse que o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, conversaram por telefone na terça-feira, após Washington e a Organização das Nações Unidas anunciarem sanções contra a Coreia do Norte nos dias recentes.

“Os dois discutiram questões relacionadas ao desestabilizador programa nuclear da RPDC e enfatizaram que nem os Estados Unidos nem a Rússia aceitam a RPDC como uma potência nuclear”, disse Nauert em comunicado, usando o acrônimo para o nome oficial da Coreia do Norte, República Popular Democrática da Coreia.

Ela afirmou que ambos os lados concordaram em continuar trabalhando em direção a uma maneira diplomática de alcançar uma península coreana desnuclearizada.

Na terça-feira, a Rússia reiterou uma oferta para ser mediadora para aliviar tensões entre Washington e Pyongyang, que elevaram temores de um novo conflito na península.

Moscou informou que Lavrov disse a Tillerson que a “retórica agressiva de Washington” e aumento de sua presença militar na região aumentaram a tensão e que isto é inaceitável.

A Rússia pediu repetidamente por conversas para resolver a crise e informou que Lavrov destacou a necessidade da “mais rápida movimentação do processo de negociação a partir da linguagem de sanções”.

Tillerson tem enfatizado diplomacia, mas o governo do presidente Donald Trump tem repetidamente alertado que todas as opções, incluindo opções militares, estão na mesa em relação à Coreia do Norte.

Reportagem de Katanga Johnson e David Brunnstrom

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below