January 8, 2018 / 11:59 PM / 8 months ago

Maia diz que é cedo demais para definir candidato único da base à Presidência

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avaliou nesta segunda-feira que é muito cedo para falar na escolha de um candidato de consenso que possa representar a base de apoio ao governo do presidente Michel Temer na corrida presidencial deste ano e que possa enfrentar nomes que já deram a largada na disputa pelo Palácio do Planalto.

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, chega ao Congresso Nacional em Brasília 11/07/2017 REUTERS/Adriano Machado

Na semana passada, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse à Reuters que a base governista precisa ter uma candidatura única para ter “condições de interferir na eleição”. [nL1N1OZ1CF]

Para Maia, que admitiu recentemente que é um dos nomes do DEM que poderiam disputar o Planalto, no momento, não há um candidato da base com força nas pesquisas que possa justificar uma unidade em torno de um nome.

“Essa história é discurso fácil”, afirmou Maia à Reuters, referindo-se à tese de se unir em torno de um nome para enfrentar os demais candidatos.

“Não há um nome (na base) forte nas pesquisas”, acrescentou. “Que nome seria esse? Que chapa?”, questionou o presidente da Câmara.

Para ele, “é muito cedo” para falar isso.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below