January 24, 2018 / 9:03 PM / in 5 months

Índice fecha acima de 83 mil pontos pela 1ª vez após condenação de Lula no TRF-4

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 fechou em alta de quase 4 por cento nesta quarta-feira, superando os 83 mil pontos pela primeira vez, após condenação por unanimidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância e continuidade do fluxo de capital estrangeiro para as ações brasileiras.

O Ibovespa subiu 3,72 por cento, a 83.679 pontos, novo recorde de fechamento e na máxima da sessão desta quarta-feira, véspera de feriado na capital paulista, que fechará a Bovespa na quinta-feira. Apenas 4 das 64 ações do índice recuaram (Fibria, Suzano, Cielo e Ambev).

O volume financeiro do pregão somou 15,7 bilhões de reais, bem acima da média diária do ano, de 8,65 bilhões de reais.

Segundo a consultoria Economatica, a bolsa viu seu valor de mercado crescer 39,5 bilhões de dólares nesta quarta-feira. Na véspera, a Bovespa já havia atingido valor de mercado pouco acima de 1 trilhão de dólares.

Apostas no sentido da manutenção da condenação do ex-presidente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e o placar de 3x0 confirmando as mesmas no final do pregão deram fôlego às ações, uma vez que o resultado alimenta previsões de que Lula pode ficar de for a da eleição este ano.

De acordo com o gestor Marcello Paixão, sócio da administradora de recursos Constância NP, o entendimento no mercado é de que o placar de 3x0 anula a chance de Lula em concorrer. “Os advogados de defesa poderão entrar com embargos chamados declaratórios, mas é algo com baixíssima chance de mudar a decisão”, disse, citando análises de advogados.

Não se descarta, contudo, que uma série de recursos jurídicos possa arrastar o imbróglio campanha adentro.

“A expectativa dos investidores hoje esteve totalmente relacionada ao julgamento do ex-presidente Lula...mas o fluxo de capital estrangeiro segue aumentando desde a segunda quinzena de dezembro”, acrescentou o analista da corretora Terra Investimentos, Régis Chinchila.

Dados até dia 22 de janeiro, mostravam saldo positivo de estrangeiros na Bovespa neste ano de quase 6 bilhões de reais. Tal movimento tem sido guiado pela ampla liquidez global, com recursos migrando para outros emergentes também.

Com base em análise gráfica, o fechamento do índice acima de 82 mil pontos nesta sessão abre uma nova projeção de alta e alvo na região de 85 mil pontos, afirmou Chinchila.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiram 5,7 e 6,4 por cento, respectivamente, cotações máximas desde outubro de 2014, com ações mais expostas ao governo federal, mostrando forte valorização na bolsa. A melhora dos preços do petróleo corroborou o tom positivo.

- BANCO DO BRASIL avançou 7,9 por cento, seguindo o movimento altista de companhias com participação estatal e liderando os ganhos do setor bancário no Ibovespa, que ainda teve como destaque a alta de 5,4 por cento de BRADESCO PN . ITAÚ UNIBANCO PN subiu 4,8 por cento e SANTANDER UNIT ganhou 4,7 por cento.

- ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON valorizaram-se 9,7 e 7,8 por cento, também contagiadas pelo bom humor na B3 e tendo ainda como pano de fundo o processo de privatização da companhia, embora muitas autoridades e analistas enxerguem um processo difícil de ser concluído em 2018.

- VIA VAREJO UNIT saltou quase 9 por cento, entre as maiores altas do Ibovespa. A rede de móveis e eletrodomésticos começou na véspera a operação de sua primeira loja física digital, introduzindo tecnologias com as quais espera conseguir ganhos de produtividade de 25 a 30 por cento.

- MAGAZINE LUIZA subiu 8 por cento, também embalada pelo viés altista na bolsa brasileira e expectativas positivas para o balanço da companhia ajudando, o que fez zerar as perdas acumuladas pelos papéis em 2018.

- CIELO caiu 0,9 por cento, revertendo ganhos iniciais, em meio a uma notícia da Reuters de que o Banco Central quer teto em taxas cobradas nas compras a débito.

- PAGSEGURO saltava mais de 30 por cento na estreia de suas negociações na bolsa de Nova York no final do pregão em Wall Street. A empresa de meios de pagamento eletrônico controlada pelo portal de Internet Universo Online precificou sua oferta pública inicial (IPO) na véspera, em operação que movimentou cerca de 2,3 bilhões de dólares e foi a maior oferta inicial de empresa brasileira desde abril de 2013.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below