February 10, 2018 / 7:07 PM / in 6 months

Caça israelense é abatido após bombardeiro em instalação iraniana na Síria

JERUSALÉM/BEIRUTE (Reuters) - Um míssil antiaéreo derrubou um caça israelense que voltava de uma missão para bombardear posições iranianas na Síria neste sábado, no confronto mais série entre Israel e forças apoiadas pelo Irã do outro lado da fronteira.

O F-16, um de pelo menos 8 aeronaves israelenses enviadas em resposta ao que Israel disse ser uma incursão de drones iranianos em seu espaço aéreo mais cedo durante o dia, foi atingido por um míssil antiaéreo e caiu no norte de Israel, disse uma autoridade israelense à Reuters.

Ambos os pilotos ejetaram e se feriram, um deles está em estado crítico.

Israel então lançou uma segunda ofensiva aérea, mais intensiva, atingindo o que disse ser 12 alvos iranianos e sírios na Síria, incluindo sistemas de defesa aérea sírios.

O grupo libanês Hezbollah, apoiado pelo Irã, disse que a derrubada do avião marcou o “início de uma nova fase estratégica”, que limitaria a capacidade de Israel de entrar no espaço aéreo sírio.

O envolvimento do Irã na Síria em apoio ao presidente Bashar al-Assad em uma guerra civil que já dura sete anos – incluindo a implantação de forças apoiadas pelo Irã perto das Colinas de Golan, ocupadas pelo Israel – alarmou Israel, que disse que contra-atacaria qualquer ameaça.

Mas ambos Israel e a Síria sinalizaram que não estão buscando conflitos maiores, mesmo que o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu tenha corrido para quartéis do exército em Tel Aviv e a aliança pró-Assad tenha prometido uma forte resposta a qualquer “ação terrorista de Israel”.

SEQUÊNCIA DE EVENTOS 

A sequência de eventos começou às 00h30 (horário de Brasília) quando um helicóptero Apache israelense abateu o drone iraniano na cidade de Beit Shean, disse o exército de Israel.

O drone foi visto decolando de uma base na Síria e foi interceptado após ter cruzado a fronteira em direção a território israelense, disse o porta-voz Tenent Coronel Jonathan Conricus.

Aviões israelenses então atingiram a instalação na Síria, a partir da qual, disse o exército de Israel, a aeronave não tripulada era pilotada.

O exército de Israel divulgou uma filmagem granulada e em preto e branco do que disse ser o veículo de controle do drone na Síria sendo destruído.

O F-16 caiu quando voltava da missão, em um campo vazio perto de Harduf, a leste de Haifa.

“Nós ouvimos uma grande explosão e então sirenes. Não sabíamos o que estava acontecendo, ouvimos os helicópteros e aviões no ar”, disse Yosi Sherer, 51, que estava em um hostel perto de Haifa.  

Os voos foram suspensos brevemente no aeroporto internacional de Tel Aviv.  

A área estava tranquila em meados da tarde.

Conricus disse que mísseis remanescentes foram encontrados próximo ao local da queda. “Não sabemos ainda se é um SA-5 ou SA-17, mas é um míssil antiaéreo sírio.

Israel então lançou um segundo bombardeio na Síria. 

A aliança militar pró-Assad disse que Israel atacou uma base de drones na região central da Síria mas negou que seus drones tenham estrado no espaço aéreo de Israel. O Irã rejeita a versão dos fatos de Israel como “ridículas”.

Reportagem de Maayan Lubell, Stephen Farrell e  Williams em Lisa Barrington, Tom Perry e Laila Bassam em Beirute; reportagem adicional de Parisa Hafezi em Ancara e Jack Stubbs em Moscou

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below