April 30, 2018 / 11:49 AM / 6 months ago

Pompeo diz que EUA estão abertos a "solução de duas partes" para conflito entre israelenses e palestinos

AMÃ (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, deu a entender nesta segunda-feira que está aberto a uma solução de dois Estados para o conflito entre israelenses e palestinos, dizendo que uma “solução de duas partes” é provável, em seus primeiros comentários de fôlego sobre os esforços de paz desde que assumiu o cargo na semana passada.

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo 27/04/2018 REUTERS/Yves Herman

“Com respeito à solução de dois Estados, caberá às partes tomar a decisão. Certamente estamos abertos a uma solução de duas partes como um desfecho provável”, disse ele em uma coletiva de imprensa na Jordânia após uma visita a Israel.

“Os israelenses e os palestinos precisam ter um engajamento político. Exortamos os palestinos a voltarem a esse diálogo político”, acrescentou.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que apoiará uma solução de dois Estados se os dois lados concordarem. A Casa Branca está preparando um novo plano para a paz entre israelenses e palestinos.

Os palestinos rejeitaram iniciativas de paz dos EUA desde que Trump decidiu reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e transferir a embaixada norte-americana de Tel Aviv para a cidade, cobiçada pelos palestinos como capital de seu próprio Estado.

Amã foi a última parada de Pompeo antes de voltar a Washington, onde ainda não esteve no Departamento de Estado. Na quinta-feira, momentos depois de tomar posse, Pompeo partiu para uma reunião em Bruxelas e depois visitou aliados no Oriente Médio.

“(A paz no Oriente Médio) é uma prioridade incrível para os Estados Unidos proporcionarem toda e qualquer assistência que possamos para permitir que as duas partes cheguem a uma resolução deste conflito incrivelmente duradouro e importante”, disse Pompeo ao lado do ministro das Relações Exteriores jordaniano, Ayman Safadi.

Pompeo também fez seus primeiros comentários sobre os episódios de violência na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza, onde tropas israelenses mataram três palestinos a tiros em dois incidentes separados no domingo depois de um mês de protestos dos palestinos.

“Acreditamos que os israelenses têm o direito de se defenderem”, afirmou.

Quanto à Síria, ele disse que os EUA estão em “em perfeito acordo” com a Jordânia, inclusive quanto à preservação de uma “zona de apaziguamento” no sul.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below