June 24, 2018 / 5:55 PM / in 5 months

Kane comemora três gols pela Inglaterra e vira artilheiro da Copa do Mundo

NIZHNY NOVGOROD, Rússia (Reuters) - Harry Kane pode não ter participado ativamente de seu terceiro gol contra o Panamá neste domingo, mas ainda assim, a Inglaterra parece ter finalmente encontrado o atacante que precisava para chegar longe em competições internacionais. 

Harry Kane cobra pênalti contra o Panamá 24/6/2018 REUTERS/Ivan Alvarado

Liderando o ataque, Kane capitaneou a Inglaterra em sua maior goleada em Copas do Mundo, marcou duas vezes com boas cobranças de pênalti, e conseguiu o “hat-trick” quando um chute desviou em seu calcanhar.

Depois disso, Kane deu lugar a Jamie Vardy para a maior parte do segundo tempo, e pôde refletir sobre a maior goleada da competição até agora, a maior da seleção inglesa em Copas, e uma recompensa como há muito não havia em mundiais para os torcedores ingleses. 

“Um prêmio para realmente me orgulhar”, disse Kane, ao receber o troféu de melhor em campo. “Não há muitos jogadores que marquem um hat-trick numa Copa do Mundo, então estou extremamente orgulhoso.”

“Estou extremamente orgulhoso da maneira como jogamos, do trabalho duro (...) e também nos divertimos lá fora, o que também foi importante.”

Kane também se sentiu orgulhoso ao se tornar o artilheiro da Copa do Mundo de 2018, com seus cinco gols, ultrapassando o português Cristiano Ronaldo e o belga Romelu Lukaku, que ambos têm quatro gols. 

Kane também se tornou o primeiro jogador inglês a marcar três vezes em uma Copa do Mundo desde Gary Lineker contra a Polônia em 1986, e o terceiro da história, depois dos três tentos de Geoff Hurst na final de 1966.

Tudo muito diferente de sua última competição internacional, quando, na Eurocopa de 2016, chegou como a principal esperança de gols dos ingleses em um time muito jovem, mas Kane parecia então estar cansado e fora de ritmo.

As coisas pareciam não melhorar, mas o então técnico Roy Hodgson manteve sua fé no atacante — mesmo que continuasse com a mania bizarra de usar seu centroavante para cobrar escanteios. 

A entrada do veloz Marcus Rashford, que estava no banco, no lugar de Kane, mostrou como o atual capitão estava devagar, e o torneio acabou de maneira amarga para os ingleses após uma eliminação nas oitavas do torneio europeu, para a Islândia.

Agora, Kane parece estar mais preciso, mais confiante e mais relaxado — talvez galvanizado pela braçadeira de capitão — e agora marcou mais gols do que qualquer atacante inglês em uma fase de grupos da Copa do Mundo, com seus cinco gols batendo os três de Roger Hunt em 1966 e os de Lineker em 1986. 

Suas finalizações têm sido clínicas: Kane marcou com todas suas cinco finalizações no alvo no torneio, e está um gol atrás do vencedor da chuteira de ouro Lineker em 1986, o então artilheiro e o jogador inglês a marcar mais vezes em uma Copa do Mundo.

“Vai haver muita gente falando sobre isso, mas ainda há um longo caminho a se percorrer”, disse. “A coisa mais importante é ajudar minha equipe a vencer (...) Até agora, tudo bem”. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below