June 24, 2018 / 6:40 PM / 3 months ago

Granada em comício do primeiro-ministro da Etiópia deixa 2 mortos

ADIS ABEBA (Reuters) - Trinta pessoas foram presas por envolvimento em um ataque com granada que matou duas pessoas em uma manifestação na capital da Etiópia, com a presença do novo primeiro-ministro Abiy Ahmed, informou a polícia neste domingo.

Mais de 150 pessoas ficaram feridas no ataque de sábado, ocorrido momentos após Abiy ter terminado um discurso em Meskel Square, no centro de Adis Abeba.

A manifestação, com a participação de dezenas de milhares de pessoas, foi em apoio à pressão de Abiy por reformas políticas e econômicas radicais, incluindo um acordo de paz com a Eritréia, arqui-inimigo regional.

Autoridades de segurança não disseram publicamente quem pode ser responsável pelo ataque.

O ministro da Saúde, Amir Aman, disse no Twitter que duas pessoas morreram e 156 ficaram feridas, com seis em estado crítico.

Nove policiais, incluindo o vice-chefe da comissão de polícia de Addis Ababa, foram presos por causa do que as autoridades disseram ser lapsos de segurança.

“O número de suspeitos sob custódia por envolvimento no ataque em Meskel Square chegou a 30”, disse Zeinu Jemal, chefe da Comissão de Polícia Federal, à estatal Ethiopian Broadcasting Corporation. Zeinu não deu mais detalhes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below